Suculentas: você também pode ter uma (e não matá-la!)

Por Helô Righetto

Nos últimos anos, as plantas suculentas tornaram-se as queridinhas da decoração. Não se sabe exatamente quando nem o por quê, mas de repente as suculentas viraram objetos de desejo. Os blogs dedicados a design de interiores têm centenas de dicas de como incorporar essas plantas em casa, e o Pinterest nos faz desejar ter uma casa maior apenas para que possamos acomodá-las.

Foto: Helô Righetto
Foto: Helô Righetto

Bom, eu também fui “seduzida” por essas plantinhas. Logo eu que nunca dei muita bola para jardinagem! Lembro que ganhei a minha primeira há alguns anos, e ela foi crescendo e ficando tão linda, que acabei adquirindo várias outras e hoje tenho um cantinho em casa – um dos mais especiais! – apenas para as minhas plantas.

Foto: Helô Righetto
Foto: Helô Righetto

Antes de eu repassar as minhas dicas para quem também quiser entrar na dança das suculentas, preciso reforçar que não sou especialista nem estudiosa do assunto. O que sei é o que aprendi sozinha. Sim, eu li alguns blogs, pedi dicas para amigas que também gostam de suculentas, fui tentando, errando e acertando. Adoraria ter mais espaço dentro e fora de casa para cultivar ainda mais plantinhas, mas acredito que como eu, muita gente não tem um casarão ou um jardim imenso para brincar de paisagismo.

Claro que a falta de espaço é um problema, mas eu sempre incentivo as amigas a encontrarem pelo menos um cantinho onde caiba um pequeno vaso.

Vale até mudar algumas coisas de lugar – até mesmo móveis – para aproveitar o espaço melhor e quem sabe acrescentar uma mesa lateral cheia de vasinhos de suculentas!

Mas vamos ao que interessa: as dicas para manter suas suculentas lindas e vivas por muito tempo, dentro de casa.

  1. Luz natural: coloque os vasos perto da janela, pois elas precisam de pelo menos 6 horas de luz natural todos os dias. Não precisa bater sol direto (aliás, sol intenso por horas seguidas pode prejudicá-las!), mas é preciso ter claridade.
  2. Água: as suculentas não precisam de muita água. Uma vez por semana (durante o inverno eu inclusive pulo uma semana vez ou outra e dou água a cada 15 dias) é o suficiente. Deixe o solo bem molhado. O fato de elas precisarem pouca água não significa que usar spray nas folhas basta! Não! Regue pouco, mas quando regar, sacie a sede delas.
  3. Vaso: como a maioria das plantas, o ideal é que você coloque as suculentas em um vasinho com furo no fundo, para que a água acumulada não apodreça a raiz. Caso isso não seja possível, coloque pedrinhas no fundo do vaso, por baixo da terra.
  4. Podagem: é sempre bom checar as folhas e retirar as mais velhas, que vão amarelando. É normal que algumas amarelem!
  5. Cor: para quem, como eu, tem apenas espaço dentro de casa para criar suculentas, escolha pelas plantas mais verdes. Quanto mais verde, mais chances elas tem de crescere, bem em um ambiente fechado. Existem algumas mais roxinhas ou acizentadas, essas se adaptam melhor em áreas externas.

Como falei lá em cima, eu só fui me encantar por cuidar de plantas nos últimos anos. Nunca conseguia fazer minhas plantas sobreviverem depois de alguns meses. Por isso, quero encorajar todo mundo que se acha um desastre da jardinagem a comprar um vasinho de suculentas.

Foto: Helô Righetto
Foto: Helô Righetto

Seguindo essas dicas básicas tenho certeza de que você verá sua planta crescer e vai querer aumentar a coleção!

Anúncios

Um comentário em “Suculentas: você também pode ter uma (e não matá-la!)

Deixe o seu tempero ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s