Táticas para não engordar na gravidez

Por Moema dos Reis

Descobrir que está grávida pela primeira vez é uma sensação única. Ao mesmo tempo que ficamos super felizes, cheias de planos, também surge o medo do desconhecido.

Uma questão que passa pela nossa cabeça é o receio de engordar. Quem não conhece alguém que tenha ganhado 10, 20 ou até 30 quilos após uma gravidez?

Há algum tempo, havia a ideia de que ganhar peso era sinônimo de saúde pro bebê, já que receberíamos nutrientes para ele se desenvolver. Porém, atualmente, está provado que uma gravidez saudável para mãe e bebê requer controle de peso e dieta adequada para cada trimestre da gestação.

Foto: Bsilder (free images)
Foto: Bsilder (free images)

Vamos as minhas táticas para ajudar a gente a vencer o desconhecido e encarar o medo de engordar:

Tática 1: o ataque duplo

Uma forma interessante de manter o controle de peso é unir atividade física à dieta, e isso não é novidade pra ninguém. Mas é claro que não devemos realizar dietas restritivas ou atividades intensas sem orientação profissional, e esse é o ponto-chave na minha opinião.

Quem já tem tendência a engordar (como eu), deve ter atenção redobrada, mas sem se desesperar, claro.

As atividades mais indicadas são a musculação – sobretudo para quem já estiver praticando -, a hidroginástica e o pilates. As aulas podem ser individuais ou em grupo, e aconselho que cada uma de vocês procure o que se identificar mais. Além das aulas, fazer caminhadas vale a pena, podendo praticar em qualquer lugar e a qualquer hora.

Já no caso dos cuidados com a alimentação, vale lembrar que não precisamos comer por dois e é importante evitar doces em excesso e alimentos muito calóricos (a não ser que seja indicado pelo profissional que te acompanha). Carnes magras bem passadas, vegetais, frutas e alimentos integrais são sempre indicados, mas não se esqueça de higienizar corretamente verduras, frutas e legumes que serão consumidos crus.

Tática 2: chame os especialistas

Não deixe de procurar acompanhamento de profissionais especializados no assunto. Uma nutricionista e uma educadora física fazem a diferença, mas confesso que o mercado em se tratando de gestantes ainda é bem restrito. Mesmo morando em uma grande capital – como foi no meu caso.

E não esqueça! É sempre bom consultar seu médico antes de iniciar uma atividade física durante a gravidez. Eles costumam liberar as gestantes a partir do segundo trimestre ou um pouco antes, quando o risco de abortamento espontâneo diminui.

Tática 3: se permita!

Não deixe de aproveitar um pouco também. Viaje, coma algumas guloseimas, mas tente reduzir esses deslizes e compense com atividade física. Se puder fazer alguma atividade todos os dias, vai ajudar bastante. Cuidado ao andar de bicicleta com barrigão, pois o risco de queda aumenta e as corridas devem ser indicadas e acompanhadas por profissional especializado.

Então, vamos nos exercitar! Busque ajuda especializada, converse com seu médico. O resultado vale a pena! Não ter que se preocupar em voltar à forma após o parto é ótimo. Menos uma pressão, ainda mais que temos muitas outras coisas pra fazer nesse período, mas isso fica para os próximos posts. 😉

Anúncios

Deixe o seu tempero ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s